Felicidade é…

Victoria Theonila - 23/03/2017 - Priscila Augusto, de perfil - Exercicio 2

“O que me traz felicidade?” pensei… e então comecei a listar mentalmente:

Não desistir, persistir. Amizades de anos. Novas amizades. Realizar um sonho. Café. Me identificar com um personagem incrível de um livro. Listas. Comer sozinha um cacho de uvas verdes (sem caroço, por favor). Terminar de ler um livro. Escrever (e postar, finalmente!). Roupa de cama nova. Não guardar rancor. Livros novos. Quando dizem que meu cabelo está bonito. Não faltar na academia. Mensagem no meio da madrugada. Passar a tarde na livraria. Qualquer refeição que tenha batata. Todos os passos de uma maquiagem. Silêncio. Chegar em casa e ser recebida com o melhor latido. Chá verde. Praia vazia. Ter ideias. Borboletas no estômago antes de algo importante acontecer. Observar a noite pela janela do meu quarto. Final de semana sem compromissos marcados. Acordar cedo e aproveitar o dia. Pizza de chocolate com morando ou com a borda recheada de cheddar. Pessoas educadas. Uma temporada inteira de qualquer série Game of Thrones. Chorar de rir. Dizer coisas em silêncio, com o olhar. Pessoas cheirosas. Passar batom. Rodízio no restaurante japonês. Unicórnios. Banho quente. Confiar. Ouvir uma música que traduz o que sinto. Lembrar de momentos especiais ao sentir o cheiro de um perfume ou escutar uma música específica. Moda. Ter o meu próprio dinheiro. Guardar dinheiro. Maquiagens organizadas. Escrever o último parágrafo de um texto. Dançar sozinha na frente do espelho. Aprender algo novo, de primeira. Arte. Cortar as unhas. Açaí. Cumprir todas as tarefas. Finalizar um trabalho. Quando alguém gosta da minha chatice. Fotos antigas. Viajar observando a estrada. Quando estou decidida. Quando decoro a letra da música. Folhear revistas. Sororidade. A ansiedade de viajar para algum lugar novo. Filmes de super-heróis. Resolver perrengues. Mascar chiclete. Estudar algo completamente novo. Pensar no futuro. Fazer fotos subjetivas. Reencontrar amigos. Ouvir um obrigado. Quando estou só e não me sinto sozinha. Jornalismo. Palavra por Palavra.

“Estar aqui”, acabei respondendo para mim mesma.

Essa lista sofre constantes mudanças: cresce.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s